Novos APOGs assumem funções

A AAPOG/PE parabeniza os Analistas de Planejamento, Orçamento e Gestão (APOGs) que foram convidados a assumir funções na SEPLAG.

– Secretaria Executiva de Desenvolvimento do Modelo de Gestão (SEDMG): Maíra Fischer e Vivianne Câmara;

– Secretaria Executiva de Gestão Estratégica (SEGES): André Lapa se unirá a José Alberto Brandão e Maria Teresa Lima;

– Secretaria Executiva de Gestão por Resultados (SEGR): Pâmela Alves, Phillip César, Ryan Amorim e Yluska Reis se juntarão a André Luís da Silva, Norma Selene e Severino Andrade Júnior;

– Secretaria Executiva de Planejamento, Orçamento e Captação (SEPOC): permanece com Adriano Danzi, Cíntia Albuquerque, Marcelo Dantas, Noel Lopes Neto e Vitor Costa;

– Analistas cedidos: Dilermano de Brito (SES), Juliana Mélo (SAD), Marcílio Azevedo Júnior (SETUR), Marcos Vinicius (STQE) e Natália Vita (SEE) permanecem colaborando no planejamento, orçamento e gestão em outras secretarias do Estado de Pernambuco.

Os APOGs se alegram com seus colegas e os apoiarão nas suas novas funções.

Governo de Pernambuco ganha mais um prêmio da ONU

Depois de ganhar em 2012 dois prêmios da Organização das Nações Unidas (ONU) com os Seminários Todos por Pernambuco e o Chapéu de Palha Mulher, o Estado de Pernambuco recebeu a terceira premiação por parte da ONU, desta vez na categoria melhoria dos serviços públicos, através do Pacto pela Vida (PPV).

CIMG2942 (Vitória)

Equipe da SEPLAG no Seminário Todos por PE

Em 2011, para realizar os Seminários Todos por PE nas 12 Regiões de Desenvolvimento do Estado, a Secretaria de Planejamento e Gestão (SEPLAG) contou com o apoio de Analistas de Planejamento, Orçamento e Gestão (APOGs) das diversas Secretarias Executivas, especialmente os da Secretaria Executiva do Modelo de Gestão (SEDMG) e da Secretaria Executiva de Gestão Estratégica (SEGES).

Já a iniciativa reconhecida em 2013 conta com o trabalho dos APOGs da Secretaria Executiva de Gestão por Resultados (SEGR) através do Núcleo de Gestão por Resultados na Defesa Social (NGR/SDS) e dos analistas da SEGR que exercem suas atividades na SEPLAG. Coordenado pela Secretaria de Planejamento e Gestão, o Pacto pela Vida é o resultado do esforço de diversas secretarias de Estado como SDS, SEDSDH, SEART, SECMULHER, SERES, além do PJ, MP e DP.

O anúncio da premiação concedida ao Pacto pela Vida foi realizado no evento que comemorou os 6 anos do programa. O PPV já reduziu em 35,5% a taxa de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) em Pernambuco, alcançando em abril de 2013 a taxa de 36,17 homicídios por 100 mil habitantes.

6 ANOS PPV

Evento em comemoração aos 6 anos do PPV

Ciente da necessidade de avançar ainda mais em busca da taxa Brasil (26,3), foram anunciadas novas ações para o PPV, a saber: Comando Conectado, Fortalecimento do Enfrentamento da violência de gênero, Mais Segurança nos Municípios, Medalhas Pacto pela Vida, Novas Divisões de Homicídio, Pacto pela Segurança do Cliente e Trabalhador Bancário, Programa de Liberdade Assistida e Programa de Desarmamento Itinerante.

Com Informações e Imagens do Jornal do Brasil

APOGs apresentam avaliação econômica de programas do Governo

20121203_151635

Boas contribuições para o amadurecimento das políticas públicas do Estado surgiram da participação dos Analistas de Planejamento, Orçamento e Gestão na primeira edição em Recife do curso de avaliação econômica de projetos sociais, realizado pela Fundação Itaú Social em parceria com a Seplag.

Os trabalhos de conclusão do curso foram apresentados na última segunda-feira (03). Foram avaliados o impacto social, benefício e retorno econômico do programa de Educação Integral, que oferece jornada ampliada de ensino aos jovens, e do programa Pernambuco Conduz, cujo objetivo principal é garantir acessibilidade aos portadores de deficiência física.

A avaliação econômica do ensino integral nas escolas do Estado foi realizada a partir de dois indicadores: desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação de Pernambuco (Idepe) e no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Já para o Pernambuco Conduz foram auferidas a quantidade de tratamentos realizados pelos beneficiários do programa e a satisfação das necessidades de atendimento para tratamento contínuo.

O curso teve duração de pouco mais de dois meses e foi direcionado aos gestores e servidores que atuam na área de coordenação e monitoramento de políticas públicas. Os trabalhos apresentados, de acordo com o secretário executivo de Desenvolvimento do Modelo de Gestão Maurício Cruz, deverão integrar um caderno de gestão a ser editado pela Seplag e distribuído para as secretarias de planejamento de todo o País.