APOGs apresentam avaliação econômica de programas do Governo

20121203_151635

Boas contribuições para o amadurecimento das políticas públicas do Estado surgiram da participação dos Analistas de Planejamento, Orçamento e Gestão na primeira edição em Recife do curso de avaliação econômica de projetos sociais, realizado pela Fundação Itaú Social em parceria com a Seplag.

Os trabalhos de conclusão do curso foram apresentados na última segunda-feira (03). Foram avaliados o impacto social, benefício e retorno econômico do programa de Educação Integral, que oferece jornada ampliada de ensino aos jovens, e do programa Pernambuco Conduz, cujo objetivo principal é garantir acessibilidade aos portadores de deficiência física.

A avaliação econômica do ensino integral nas escolas do Estado foi realizada a partir de dois indicadores: desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação de Pernambuco (Idepe) e no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Já para o Pernambuco Conduz foram auferidas a quantidade de tratamentos realizados pelos beneficiários do programa e a satisfação das necessidades de atendimento para tratamento contínuo.

O curso teve duração de pouco mais de dois meses e foi direcionado aos gestores e servidores que atuam na área de coordenação e monitoramento de políticas públicas. Os trabalhos apresentados, de acordo com o secretário executivo de Desenvolvimento do Modelo de Gestão Maurício Cruz, deverão integrar um caderno de gestão a ser editado pela Seplag e distribuído para as secretarias de planejamento de todo o País.

Anúncios