A Profissionalização da Gestão Pública

Capa da 4ª edição da Revista Gestão Pública, do Instituto Gestão/SEPLAG-PE

Capa da 4ª edição da Revista Gestão Pública, do Instituto Gestão/SEPLAG-PE

Analista de Planejamento, Orçamento e Gestão, Analista de Controle Interno e Analista em Gestão Administrativa. Essas são as carreiras que estão mudando a Administração Pública do Estado de Pernambuco, rompendo as barreiras das disfunções burocráticas e garantindo resultados efetivos à sociedade.

Criados em 2008, os referidos cargos foram concebidos no âmbito do Modelo Integrado de Gestão, institucionalizado por meio da Lei Complementar nº 141, de 3 de setembro de 2009, com o objetivo de ampliar o desempenho geral do Governo do Estado na entrega de bens e serviços à sociedade, com a qualidade necessária e cada vez mais cobrada pela população.

Esse objetivo se materializou com o concurso para a seleção dos gestores, que atraiu pessoas jovens, qualificadas e familiarizadas com a tecnologia, elementos necessários para a mudança de cultura organizacional pretendida.

Adicionalmente, a remuneração desses servidores está atrelada ao cumprimento de uma carga horária mínima anual de formação continuada, e à avaliação de desempenho, realizada com o estabelecimento de metas institucionais, cujo atingimento é condição para o incremento de um bônus salarial anual. Além disso, para avançar na carreira, é necessário que o servidor, em determinado momento, conclua uma pós-graduação em sua área de atuação, o que incentiva ainda mais a procura por qualificação profissional.

Assim, a criação dessas três carreiras faz parte do processo de profissionalização da gestão pública, que está se consolidando em todo o país. O grande desafio é evitar o turnover e manter esses profissionais motivados, para o que se faz necessário reconhecimento e valorização das carreiras.

Este assunto foi abordado com profundidade na 4ª edição da Revista Gestão Pública, produzida pelo Instituto Gestão, vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado. Recomendamos a leitura!

Anúncios

Analistas do Modelo Integrado de Gestão recebem mais alta condecoração do CBMPE

Ana Luiza recebe a MPMBM

Ana Luiza recebe a MPMBM

No final da tarde desta terça-feira (22), três Analistas receberam a Medalha Pernambucana do Mérito Bombeiro Militar em reconhecimento aos serviços prestados a esta importante corporação pernambucana. O Analista de Planejamento, Orçamento e Gestão (APOG) Ryan Amorim do Núcleo de Gestão por Resultados na Defesa Social (NGR/SDS) ligado a Secretaria Executiva de Gestão por Resultados (SEGR) da SEPLAG e as Analistas de Gestão Administrativa (AGADs) Lúcia Araújo e Michele de Carvalho foram os agraciados em 2013.

Eles se juntam aos Analistas da SEGR Ana Luiza Siqueira e Ivo Carille que receberam a condecoração em 2012.

A Medalha Pernambucana do Mérito Bombeiro Militar (MPMBM) foi criada através do Decreto Estadual nº 19.377 de 11 de outubro de 1996, pelo Governador na época Miguel Arraes de Alencar, que no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo art. 37, inciso IV da Constituição Estadual, resolveu decretar a criação da referida Medalha, destinada a distinguir Bombeiros Militares, personalidades, autoridades civis e militares, instituições públicas e entidades privadas, que tenham prestado relevantes serviços a Corporação em prol da causa pública.

Ryan Amorim após condecoração

Ryan Amorim após condecoração

O APOG ficou muito feliz e honrado com a condecoração: “É muito gratificante saber que tivemos a oportunidade de contribuir com uma corporação que tem como lema Salvar Vidas, o bem mais valoroso que o ser humano possui”. O analista aproveitou para reconhecer a importante colaboração dos seus colegas do Núcleo de Gestão por Resultados na Defesa Social. “Sem eles, não seria possível conquistar essa premiação. O NGR/SDS tem uma equipe muito qualificada e dedicada”, afirmou Ryan Amorim.

Publicada Lei que contou com a colaboração de Analistas das 3 carreiras

Foi publicada nesta sexta-feira (21/06/13) a Lei nº 15.025, de 20 de junho de 2013 que dispõe sobre o pagamento de indenização por invalidez decorrente de acidente e por morte de Policiais Civis e Militares e dos Bombeiros Militares do Estado. Essa lei é fruto do estudo realizado pela Comissão Integrada SDS/SEPLAG/SAD, designada pela Portaria Conjunta nº 706, de 26/02/2013, a qual foi sugerida pelo Parecer de Auditoria 059/2011 realizado pela SCGE.

A referida comissão foi composta por servidores da SDS e de seus órgãos operativos e por Analistas das 3 carreiras do Modelo Integrada de Gestão. Entre os participantes e colaboradores estão os Analistas em Controle Interno Douglas Teixeira, Patrícia Feitosa, Tarciana Pedrosa e Thaís de Oliveira; os Analistas em Gestão Administrativa Alfredo Ottoni, Roberto Pimentel e Rodolfo Cavalcanti e os Analistas de Planejamento, Orçamento e Gestão André Luís Silva, Jorge Rosário e Ryan Amorim.

Essa é mais uma demonstração que as três carreiras possuem o mesmo objetivo: melhorar a qualidade de vida dos pernambucanos e dos servidores públicos deste Estado.

O carnaval está chegando!

ingestão2013

As associações dos Analistas de Planejamento, Orçamento e Gestão, de Gestão Administrativa e de Controle Interno (AAPOG, AGADPE e Ascipe) reuniram-se para planejar uma festa de carnaval conjunta das três carreiras. Para quem quiser se programar, acontecerá no dia 07/02/13, com horário de início previsto para às 18h.

Em breve, mais novidades aqui no Blog.

Ação integrada das carreiras do Modelo de Gestão no planejamento estratégico do IRH

Uma parceria pioneira entre o Instituto de Recursos Humanos (IRH), Secretaria de Planejamento (Seplag), Secretaria da Controladoria Geral do Estado (SCGE) e Secretaria de Administração (SAD) formou uma equipe integrada de gestão para mapear as fragilidades nos Controles Internos e implementar o planejamento estratégico para os próximos quatro anos.

“Com essa ação o IRH está mudando uma cultura de gestão. Esse trabalho de modernização teve início quando o secretário de Administração, Ricardo Dantas, acumulou a direção do IRH e da Secretaria e trouxe para essa instituição os analistas de gestão da SAD que iniciaram a implantação de modernas ferramentas de administração pública. Outro aspecto importante foi a aplicação do planejamento operacional. Tudo isso formou um ambiente propício para o IRH participar desse projeto”, disse o diretor presidente do IRH, Manoel Carneiro.

“O Modelo Integrado de Gestão definido pela LC 141/09 deve ser executado em conjunto pelas três Secretarias: Seplag, SAD e SCGE. Uma atuação inovadora será implantada de forma piloto no IRH e deverá ser disseminada gradativamente em todos os órgãos do Estado”, reforça o secretário da SCGE, Djalmo Leão.

Fonte: Site do Instituto de Recursos Humanos de Pernambuco