Elaboração do Planejamento Estratégico da PGE-PE conta com apoio de Gestor Governamental

A atuação do Gestor Governamental de Planejamento, Orçamento e Gestão – GGPOG, Cristian Alves junto à Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE) tem conseguido promover avanços nas práticas de gestão da procuradoria. A parceria já existe há um ano e cinco meses e os resultados podem ser notados em alguns trabalhos como a construção e implantação do sistema de gestão de processos administrativos na procuradoria consultiva e a elaboração do planejamento estratégico de atuação da PGE-PE.

O planejamento estrat
égico para o período de 2017 a 2019 está sendo desenvolvido e tem como objetivo manter a eficácia, a eficiência e a qualidade dos serviços da advocacia pública no Estado. “É necessário considerar o crescimento vertiginoso da litigiosidade contra os Entes Públicos e a recuperação do crédito público como alternativa ao cenário de redução da arrecadação estadual. Diante deste panorama e cabendo à Procuradoria a representação judicial e extrajudicial do Estado, a consultoria e o assessoramento jurídico dos órgãos integrantes da Administração Pública estadual, é evidente que as novas dimensões do agir estatal repercutem diretamente no conteúdo e na forma de prestação desses serviços, exigindo uma reflexão sobre seu modelo de atuação e o planejamento de suas ações”, explica Alves.

Seguindo o exemplo de outros órgãos da Administração Pública Estadual, como o TCE- Tribunal de Contas do Estado e a SEFAZ – Secretaria da Fazenda, a Procuradoria está elaborando o seu mapa estratégico baseado na metodologia BSC – Balanced Scorecard. O gestor esclarece que o Balanced Scorecard é utilizado por centenas de organizações do setor privado, público e em ONG’s no mundo inteiro e foi escolhido pela renomada revista Harvard Business Review (HBR) como uma das práticas de gestão mais importantes e revolucionária
s dos últimos 75 anos.foto-cristian-alves-credito-divulgacao-pge-pe

De acordo com Alves, o BSC é utilizado para alinhar as unidades de negócio e suas equipes em torno das metas organizacionais gerais, possibilitando a criação de um mapa estratégico, que procura definir e comunicar, de modo claro e transparente, para todos os níveis gerenciais, o foco e a estratégia de atuação escolhida pela Procuradoria.

O prim
eiro passo para a criação do planejamento estratégico é a definição da identidade organizacional. “Um dos aspectos mais importantes para o pleno exercício da liderança compartilhada é o estabelecimento da missão, visão e valores da organização. Para isso, a Procuradoria, através de sua comissão de planejamento, elaborou e lançou um questionário online para a participação de todos os colaboradores. O resultado da pesquisa está sendo consolidado e dará direcionamento para as próximas fases do planejamento”, pontua o gestor.

Segundo ele, a Procuradoria alcançou resultados significativos nos últimos anos: em relação à recuperação do crédito público, o valor ultrapassou a casa de um bilhão de reais no período de 2009 a 2016. Apenas no primeiro semestre de 2016, o valor recuperado foi de mais de R$66 milhões. No âmbito da defesa judicial, também no primeiro semestre deste ano, foram obtidas decisões que acarretaram uma economia de mais de R$450 milhões aos cofres públicos. “Portanto, o propósito do planejamento que estamos desenvolvendo é contribuir para a ampliação desses resultados e para a manutenção de um padrão de excelência na oferta dos serviços”, revela Alves.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s